Olá, SISters!

Estamos inaugurando uma coluna nova sobre saúde! E qual a melhor forma de começar a não ser falando do próprio Sr. Fitness, que vai correr no meio da nevasca e no frio da Escócia, que faz musculação, muay thai, escala montanhas e corre maratonas? Ele mesmo!

 

Sam Roland Heughan!

Estávamos aqui nesse dia ensolarado, deixando nosso banheiro perfeitamente higienizado, quando nos deparamos com uma galera falando de um assunto que muito nos interessa: o físico do nosso bolinho fitness de cenoura com calda de chocolate!

Quem conhece Bolinho sabe que o garoto pega pesado nos treinos e os leva MUITO a sério, não é à toa ele possuir esse corpo invejável. E para mantê-lo, é preciso muita determinação, muito empenho e principalmente, muito FOCO!

Não é de hoje que Harry vem trabalhando seu corpo, pois para sair disso:

E chegar nisso:

Requer muito trabalho e dedicação!

É isso aí, Coach Sam! No pain, no gain, né não? É sim!

Primeiro, vamos falar um pouco sobre como Bolinho conseguiu seu físico.

Para o papel de Jamie em Outlander, Sam relata que teve que trabalhar muito duro, visto que seu personagem é um guerreiro escocês com traços – principalmente corpóreos – bem apelativos.

Antes, seu peso era de 82-84kgs, então ele tinha que “ficar um pouco maior do que já era”. Ele ainda diz que passou seis semanas em Londres com um personal trainer em uma academia de CrossFit aprendendo a realizar deadlifts e lifts Olímpicos, além de treinos de condicionamento. No decorrer do ano, já tinha ganhado mais massa magra, seu peso era de 92-94kgs e levantava 180 quilos! É mole?!

Fonte: https://www.mensjournal.com/health-fitness/outlander-star-sam-heughan-ready-action/

Além das longas horas em que dedicava aos exercícios, indo malhar até 3x ao dia, Sam seguiu uma dieta estritamente regulamentada e um plano fitness, mas, em entrevista, disse que também comia de tudo um pouco.

Batata doce, frango e manteiga de amendoim também faziam parte de sua alimentação. Porém, nem sempre é possível manter esta dieta devido aos horários extensos das filmagens de Outlander.

Bolinho disse que começou a tomar suplementos e a comer barrinhas de proteínas, porque além de serem mais fáceis de carregar por aí, nem sempre ele consegue encontrar nutrição adequada quando estão em locação filmando.

 

Sophie também gostou da ideia e resolveu aderir a tática de Bolinho:

Ouvi que você está  roubando meus lanches @SamHeughan – a vingança é….doce @daviehollywood me apoia.

 

Na maratona de Edimburgo, dia 27 de maio, pudemos ver ele com uma dessas barrinhas:

Outra coisa que Sam gosta de comer nos intervalos de gravações são nozes e castanhas, e ele já comentou mais de uma vez sobre o nut sack que ele mantinha dentro do sporran de Jamie – e que Caitriona adora roubar as nozes dele!

Enquanto estava filmando Outlander na África do Sul, Sam teve um treinamento diferenciado. Cada dia da semana tinha um propósito diferente na construção de um todo.

O responsável por este treinamento, James White, falou um pouco de como eram os dias de exercícios de Sam:

Segunda-feira: Trabalho na parte superior do corpo com um viés de hipertrofia (fortalecimento muscular).

Terça-feira: Dia de pernas com um foco real em agachamentos frontais, já que os quadris dele, glúteos e abdômen precisaram de fortalecimento e trabalho.

Quarta-feira: Mistura infernal de pesos e treinamento de cardio.

Quinta-feira: Hipertrofia da parte superior do corpo novamente.

Sexta-feira: Desafio das Mil Repetições – uma sessão em que fizemos 1000 repetições de diferentes exercícios. Isto pode soar como uma enorme quantidade de trabalho, mas nós o usamos como uma sessão de recuperação com os pesos sendo leves e a freqüência cardíaca permanecendo em uma zona de queima de gordura entre 100 e 120 batimentos por minuto.

Sábado: Pesos e treinamento de cardio, semelhante a quarta-feira, em que nós realmente aumentamos a intensidade da sessão.

Domingo: Cardio de estado balanceado, geralmente uma caminhada de 1h30 ou ciclo lento, mais uma vez ficando na zona de 100 a 120 batidas por minuto. Isso serve como recuperação, bem como uma parte essencial do processo de treinos.”

Confira a matéria completa no site da Men’s Health: https://www.mh.co.za/fitness/the-weekly-training-regime-that-got-outlanders-sam-heughan-in-top-shape/

Além de tudo isso, Sam escala montanhas, é maratonista e também criador do programa chamado My Peak Challenge (MPC), onde ele e seu amigo, também treinador, John Valbonesi (mais conhecido como Valbo) incentivam as pessoas a mudarem de vida a partir de exercícios físicos e alimentação balanceada, enquanto ajudam instituições de caridade. Bolinho é muito orgulhoso deste projeto!

E, claro, os Peakers também! Pessoas que acreditam que a força de vontade e o empenho em mudar de vida é possível, e com a ajuda do Coach Sam então (e Coach Valbo), melhor ainda!

UFA! Com essa rotina toda entre longas horas de filmagem, academia, maratonas e alimentação, ficamos cansadas só de imaginar!

Acho que já ficou bem claro que nosso Bolinho deu muito duro desde o início de sua jornada para o ganho de massa muscular e condicionamento físico, certo?

Errado.

Ao que parece, algumas pessoas não estão entendendo muito bem a situação.

Desde que saiu a notícia de que Bolinho vai estrelar no filme “Bloodshot”, ficamos sabendo que, para interpretar seu personagem, ele teria que impulsionar ainda mais sua rotina de exercícios.

Em sua postagem no IG anunciando sua participação no longa, Sam falou que o treinamento já tinha começado, e até o Coach Valbo confirmou!

Sam: Tão animado por ser parte desse projeto e trabalhar com a lenda @vindiesel! O trabalho já começou… Valbo: Com certeza começou.

 

Contudo, essa semana surgiram alguns comentários tipo:

De onde saíram esses músculos que não estavam ali há apenas uma semana?

Por que o cabelo de Sam está caindo tão rapidamente?

Como ele está ganhando massa muscular tão rápido?

Estaria Sam Heughan usando esteróides anabolizantes para ganhar hipertrofia muscular mais rápido??

Hã? Como assim? De onde saiu essa ideia, gente?!

Será que passou despercebido para essas pessoas que HÁ ANOS Bolinho vem se esforçando tanto para construir e manter seu corpo?!

SIS pensou à respeito e decidiu fazer esse post com o intuito de esclarecer uma coisinha – ou duas, talvez – sobre o assunto.

Além do que já foi exposto e os relatos do próprio Sam, ele disse que também toma suplementação.

Ok, vamos esclarecer uma coisa: SUPLEMENTO NÃO É BOMBA.

O termo ‘’bomba’’ é usado quando se referem à esteroides, que é completamente diferente do suplemento alimentar.

 

VAMOS ENTENDER A DIFERENÇA ENTRE ANABOLIZANTES ESTEROIDES E SUPLEMENTOS

 

Anabolizantes: Atuam no crescimento celular e em tecidos do corpo, como o ósseo e o muscular. Nos casos de necessidade clínica, os pacientes são indicados a tomarem apenas doses mínimas para apenas regularizar sua disfunção. Contudo, ele gera efeitos colaterais tanto em homens como mulheres, tais como distúrbios da função do fígado, tumores no fígado, explosões de ira ou comportamento agressivo, paranóia, alucinações, psicoses, coágulos de sangue, retenção de líquido no organismo, aumento da pressão arterial e risco de adquirir doenças transmissíveis (AIDS, Hepatite). O consumo excessivo desse tipo de produto é muito perigoso e pode causar danos irreparáveis ao corpo humano. Nos homens, o excesso de anabolizantes pode causar aparecimento de mamas, redução dos testículos, diminuição da contagem dos espermatozóides e calvície.

Fonte: https://www.endocrino.org.br/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-uso-de-anabolizantes/

Suplementos: Suplementos alimentares são produtos com a finalidade de complementar a dieta (ex. vitaminas, minerais, produtos herbais, aminoácidos, enzimas e metabólitos). Os suplementos esportivos (proteínas em pó e barras, géis, bebidas energéticas) são uma categoria de suplementos alimentares que tem como finalidade aumento de massa muscular, perda de peso corporal ou melhora do desempenho.

Referência: Kreider RB, Wilborn CD, Taylor L, Campbell B, Almada AL, Collins R, et al. ISSN exercise & sport nutrition review: research & recommendations. J Int Soc Sports Nutr. 2010;7(1):7.

 

Com a diferença esclarecida, podemos então fazer as seguintes perguntas:

 

Sam Heughan, um cara que até hoje é transparente sobre sua escolha de viver de uma forma saudável, que não somente fala, mas mostra que vive essa verdade, arriscaria adquirir todos esses malefícios em prol do corpo dos “sonhos”?

Do físico perfeito para interpretar um personagem?

Arriscaria sua saúde por isso?

Sim, os esteróides “ajudam” a atingir a hipertrofia muscular mais rápido, mas valeria mesmo à pena?

Não podemos responder por Sam, porém, suas atitudes por si só, falam por ele.

 

“Há algo muito físico sobre Jamie, ele é provavelmente maior do que eu seria na vida real.”

 

Não obstante esse fato, sabemos que (se não sabem, agora vão saber) quem objetifica a hipertrofia muscular PRECISA associar os treinos com uma DIETA, e sabemos também que isso é um dos meios que Sam usa para ganhar massa muscular “mais rápido”. Eu disse “mais rápido”, não mais fácil. Chegar nesse nível fitness NÃO É FÁCIL. Você abre mão de vários hábitos alimentares que antes te traziam prazer, porém não te faziam saudável.

Afinal, quem nunca deixou de comer maçã para comer aquela deliciosa coxinha com coca-cola? Eu já! Muitas vezes!

Não que não possa, claro que pode! Mas uma coisa que Bolinho tem é CONTROLE, pois se não tivesse, como isso seria possível? Equilíbrio também é a chave.

À propósito, Valbo, conta aí pra gente o que o Bolinho ganha depois do treino?? Sobremesa é que não é.

25 burpees no final do treino.

 

SIS pesquisou (porque sim, aqui também usamos ciência para embasar nossos posts), e encontramos esse artigo publicado pela Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, em que os pesquisadores relatam que:

“Foram avaliados 114 praticantes de musculação com idade entre 18 e 30 anos. Observou-se que 95,6% dos praticantes de musculação estudados consumiam carboidratos inadequadamente, logo, estão mais propensos a hipoglicemia, a diminuição do desempenho e da massa muscular devido ao comprometimento dos processos de contração muscular por falta de energia, a impactos negativos no sistema imunológico, a prejuízos na metabolização do tecido adiposo e fadiga muscular precoce.”

Por mais que esse estudo tenha sido feito no Brasil, não descarta a informação válida para quem é praticante de musculação.

É imprescindível uma dieta equilibrada, caso contrário, não há resultado!

Bobby Maximus, escritor da revista Men’s Health e ex-lutador de UFC, foi à Escócia para um período de treinos na academia de Valbo, na qual Sam teve a oportunidade de treinar com ele. Após o treino, Bobby postou em seu IG o quanto ficou impressionado com o nível de fitness que Sam possui e o elogiou muito.

Na maratona de Stirling, que ocorreu no dia 30 de abril, nosso bolinho deu uma aliviada nos exercícios pois ficou doente, mas mesmo assim correu na maratona. Percebemos que ele até deu uma emagrecida.

Nessa foto podemos conferir o quadríceps de Sam:

Agora vamos comparar com essa foto aqui da maratona de Edimburgo:

É perceptível que houve um aumento desse grupo muscular. Mas realmente precisamos dissertar sobre isso, depois de já ter explicado tanto acima sobre a rotina deste homem?

Parece que sim, já que estão achando incrível ele ter ganho em tão pouco tempo.

É incrível sim, para quem não é acostumado a malhar, que em tão pouquinho tempo ele tenha adquirido esse “tanto” de massa, mas para ele, na certa, é coisa pouca!

Nesse intervalo de um mês entre uma maratona e outra, Sam continuou treinando, e o resultado não poderia ser diferente, gente! O mesmo vale para os outros músculos.

Vocês pensam que é de hoje que ele tem esse coxão?

Repara nessa foto aqui de 2013 o tamanho:

Adentrando outro assunto, percebemos que estão dizendo que os cabelos de Sam vem caindo aos pouco e vários fatores podem estar agregados a esse acontecimento. 

Quer saber um importante?

Genética!

Você sabe o que é Alopécia Androgenética?

Alopécia Androgenética, ou calvície, é uma forma de queda de cabelos geneticamente determinada, sendo a forma mais comum de perda de cabelos em homens. Ambos os sexos podem ser acometidos pelo problema, que pode ser ser transmitido por vários genes do pai e alguns da mãe. A hereditariedade é a principal responsável pelo desenvolvimento da alopécia em homens, contribuindo com 80% da predisposição para ser calvo. O fato da alopécia androgenética se manifestar com diferentes graus de intensidade e em diferentes idades dentro de uma mesma família sugere que haja mais de um gene responsável pela manifestação dessa condição, além de ter outros fatores que regulem a intensidade dessa herança genética.

Quem aqui já viu fotos dos pais de Sam já deve ter percebido que o papa Heughan sofria de uma possível queda de cabelo.

A genética é algo que pode sim ter influência nesse problema, mas também há outro fator bastante comum: Emocional.

Vamos entender um pouco sobre outro tipo de alopécia.

Alopécia Areata é uma doença dermatológica que resulta na perda de pêlos e cabelos, de forma e extensão variáveis (SAMPAIO, 1978). É uma doença crônica cuja manifestação clínica fundamental é a queda de pêlos, localizada ou generalizada, sem sinais inflamatórios ou de atrofia. O estresse emocional tem sido freqüentemente citado como desencadeador da doença. A característica inicial da lesão da Alopecia Areata é uma perda delimitada de cabelo […] e em 60% dos casos, o couro cabeludo é a primeira área afetada. As estimativas sugerem que cerca de 1,7% da população geral apresente pelo menos um episódio de Alopécia Areata durante a vida (Safavi et al., 1995).

 

Sam relatou que adoeceu algumas vezes nesse ano e pode ser relacionado a seu sistema imunológico, o que por sua vez configura um estado de exaustão, que pode estar associado, ou ser impulsionado, também, pelo estresse.

Uma coisa interessante que observamos é que Bolinho costuma passar por períodos em que apresenta mais cabelos e outros nem tanto. Esse pensamento é corroborado segundo o artigo de Yazigi, Andreoli e Godinho, intitulado “Estudo do Manejo do Estresse em Pacientes Acometidos por Alopécia Areata”:

“Após o aparecimento da primeira lesão, a evolução da Alopécia Areata se dá de maneira variável, observando-se casos de um único episódio de perda em pequenas áreas com repilação espontânea (quando o cabelo volta a crescer) até casos de perda total dos pêlos em questão de dias. Ocorrendo uma perda discreta, a repilação pode se dar em poucos meses ou podem surgir novas lesões após um intervalo de três a seis semanas.

Esta SISter que vos escreve, pode afirmar com certeza que em situações de estresse o meu cabelo caiu…e muito! A ponto de me deixar preocupada. Pode não ser em todo mundo? Claro que sim. Mas na maioria das pessoas, é isso que acontece. Às vezes fico muito sobrecarregada com a universidade, responsabilidades e problemas paralelos (quem nunca?) e inclusive meu médico já falou que esse é o grande problema para a minha queda de cabelo (perceba que estou falando de uma experiência pessoal, isso não é regra!).

Agora vamos pensar: Com as filmagens de Outlander, divulgações do filme The Spy Who Dumped Me, as maratonas, gravações para o programa de treinamento do MPC e agora o treino intensificado para o papel em “Bloodshot”, vocês não acham que ele está um pouco sobrecarregado e com isso, estressado?

É uma possibilidade!

Então, SISters, esperamos que com esse post vocês tenham entendido um pouquinho mais sobre o processo corporal do nosso Bolinho. É super importante vermos todos os ângulos de situações como essa, na qual muitos tiram conclusões precipitadas e podem acabar ofendendo alguém, mesmo que sem intenção.

Até nossa querida Cremosa já falou sobre o assunto e aparentou não estar nada feliz com a insinuação de que Sam usava outros meios para construir seu corpo:

Sim, toda manhã por uma hora, seis dias por semana @SamHeughan photoshopa seu corpo.

 

Tudo isso porque ela sabe que não foi de outra forma que Sam conseguiu o que tem hoje: Suando a camisa.

Quer fazer alguma pergunta sobre o assunto ou ficou com dúvidas? Manda lá no nosso grupo VIP do facebook que te respondemos!

Bye, bye!

 

#PayMyTherapy

#PayMyCaipirinha

Autora: Lotti
Revisoras: Thaís e Manu
Tradutoras: Bianca e Lotti
Montagem: Lotti

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Fechar Menu