Olá, pessoal!

Chegou segunda-feira, ou seja, hoje é dia de Live!

Participantes: Alexandra Favoretto, Beatriz Labruna, Eloise Zanatto e Flavia Labruna

Moderadoras: Bianca Portela e Thaís Belluzzo

Apresentação:

  • Episódio 05 da Temporada 4: “Down the rabbit hole”
  • Data de lançamento: 16/12/2018

Ficha técnica

Escrito por: Shannon Goss (Revenge, Lucky Seven e Reign)

Dirigido por: Jennifer Getzinger (Jessica Jones, Mad Men)

Resumo do episódio:

Brianna segue os passos de sua mãe e viaja através das pedras de volta no tempo para a Escócia do século 18, onde ela se esforça para ir até as colônias para encontrar seus pais.

CENAS:

Começamos com o sanduíche de pasta de amendoim com geléia, um clássico americano que Claire também fazia.

Bree andando no meio do nada, indo pra lugar nenhum, e abre um mapa e BUM, se localiza. Adoro uma família que sabe ler mapas.

Mas como uma boa Fraser, claro que ela cai e machuca. Ela sabe bem que tem q colocar compressa fria e enfia o pé na água gelada. Filha de Dra. Claire Randall. Orgulho da mãe!

Roger parte em busca da Bree e Fiona, sua melhor amiga (baita amiga) o acompanha.

Eles fazem uma checagem mental para conferir se o Roger está levando  tudo que precisa e Fiona se lembra de pegar a chave do carro com ele… Já pensou se ela fica presa lá no meio do nada sem ter como voltar para casa porque Roger levou a chave para o século XVIII?

Mais uma vez, a série relembra o fato de que apenas algumas pessoas podem passar pelas pedras, pois são chamadas por elas.

E Roger vai em direção às pedras.

Curiosidades:

Roger tirou a barba porque era incomum homens usarem barbas sem que fossem pessoas da floresta, como o John Quincy Myers.

Eles gravaram uma cena em que Roger é ricocheteado pela pedra e essa cena vai para os extras do DVD.

Que calças são essas Roger? Pegou emprestado do Zangado da Branca de Neve e os Sete Anões?

Bree levou um fósforo e fez uma fogueira. Olha, ainda bem que não sou Fraser, porque eu não daria conta de uma noite sozinha no meio do nada em 1700. E lembram daquele sanduíche de pasta de amendoim com geleia do começo do episódio? Olha ele aqui outra vez.

Super espertinho a Bree levando o fósforo! Pena que ela esqueceu do Kwell…

Depois de horas de caminhada com pé machucado, ela não aguentou e caiu de cansaço.

Eis que Frank Randall ressurge das cinzas.

Uma cena Que serviu de analogia a cena atual e um sinal de que ela está no caminho certo.

Bree acorda na casa de uma pessoa surpreendente: Laoghaire!

Ela explica onde quer ir e como pensou em chegar lá. Elas se apresentam e Bree nem desconfia de quem seja sua anfitriã.

Laoghaire recebe a visita de Ian Murray e os dois discutem sobre a pensão que ela tem recebido de Jamie.

Enquanto os dois discutem na sala, Bree acorda e relembra as discussões dos pais. Mostra como isso a marcou e o ponto de vista dela, que ainda não conhecíamos.

Bree desce e conhece Ian, mas ninguém diz os nomes então ela não sabe que está diante de seu tio.

Laoghaire manda ela deitar e continua discutindo com Ian. Ela quer dinheiro do Jamie.

Na manhã seguinte, Laoghaire pede desculpas pelamor anterior e troca gentilezas com Bree.

Ela aproveita para reparar o quanto Bree ficou bonita no vestido e a compara com Marsali.

Joanie chama Bree pra ajudar no jardim. De novo, as duas falam sobre Jamie, mas ninguém cita o nome dele.

Foi muito curioso o paralelo entre a relação de Jamie e Laoghaire com a relação de Claire e Frank.

Bree se recorda de quando encontrou Frank no escritório dele depois dele receber noticias que Claire e Jamie morreram num incêndio.

Ela tenta tirar dele o que ele descobriu, mas não tem sorte. Ele até ensaia, tenta, mas não sai nada…

Ficou nítido o sofrimento dele ali, não só por saber que Claire, o amor de sua vida, morreria, mas também por saber que ela voltaria para os braços do homem que ela realmente amava.

A conversa deles foi bem legal e mostrou bem a dinâmica que eles tinham de pai e filha.

Esta cena também mostra o carinho de Bree pela mãe, pois, até então, só conhecíamos o lado rebeldemente Bree em relação a Claire depois da morte de Frank, mas nesta cena fica claro o quanto ela se importa em incluir Claire em tudo que ela conversa com Frank.

Bree se prepara pra deitar e Laoghaire entra no quarto para preparar a cama da sua hóspede.Elas começam a conversar sobre JAMIE, mas ninguém fala o nome dele.

Esta cena mostra como Laoghaire tem uma visão totalmente distorcida (romantizada) da relação dela com Jamie e do que ela significava pra ele.

Bree sente o lado carente de Laoghaire e pede pra ela contar uma história daqueles tempos. Joanie entra e deita a cabecinha em Bree.

Roger, tentando chegar a Wilmington, encontra justo o navio em que Bonnet é Capitão. Claro que não é fácil, mas Roger e suas calças estão dispostos a tudo e oferecem fazer parte da tripulação.

Bonnet se mostra um verdadeiro pai de santo, pois primeiro “lê” a mão de Roger (sabemos que ele queria ver se tinha calos, mas não deixou de ser engraçado…) e, em seguida, a moeda é apresentada pela primeira vez quando Bonnet faz cara ou coroa pra ver se o Roger vai ou fica.

Mas Roger é brasileir…apaixonado e não pretende desistir tão fácil assim.

Laoghaire demonstra estar gostando da estadia de Bree na sua casa, especialmente quando Joanie entra toda radiante com sua trança e Brianna canta a música preferida de Claire.

A música em questão é esta:

Conversa vai, conversa vem, Laoghaire comenta sobre Lallybroch.

Boom na cabeça da Bree! Ela começa a conversar sobre sua mãe com muito orgulho…justo com quem mais a odeia.

Ao ser questionada sobre o seu sobrenome, Bree volta ao escritório do pai no dia seguinte a discussão deles, quando ela levou chá e bolinho para fazer as pazes.

Laoghaire apela para uma espécie de lavagem cerebral e tenta engar a Bree.

Quando Bree percebe que não é mais bem vinda, ela vai para o quarto para arrumar suas coisas para ir embora e descobre que Laoghaire foi a culpada por Claire quase morrer na fogueira durante o julgamento por bruxaria.

Ao perceber a situação em que se encontrava, Bree se recorda da ultima vez que falou com Frank. Por coincidência, ele menciona as voltas inesperadas da vida e que devemos ficar fortes nessas situações, como uma espécie de mensagem para a Bree naquele exato momento.

Em seguida mostram a Bree no cemitério, após a morte de Frank, e este momento é muito importante para justificar a incompreensão de Bree nas temporadas anteriores, não só por ter tomado as dores de Frank por vê-lo sofrer, mas por se sentir culpada pela morte dele.

Enquanto isso, Roger passa por poucas e boas como tripulante do navio de Bonnet.

Jo salva a Bree de Laoghaire e a leva até Lallybroch. É lindo de ver esse companheirismo automático que surgiu entre as duas, como verdadeiras irmãs.

Ian, super querido, recebe a Bree de braços abertos e, se ainda existia alguma dúvida sobre o quanto a Bree foi desejada por todos, essa duvida deixou de existir neste exato momento.

Roger é descoberto por Bonnet e vê sua vida por um fio.

Nesta cena vale destacar que o Bonnet está usando a aliança da Claire que ele roubou no episódio 01.

O nosso choque com a moeda era tanto que quase nem percebemos a aliança ali

Ian leva a sobrinha até o porto para embarcar em busca de seus pais, aproveita para lhe pedir um favor e lhe diz algo que serve para passar muita segurança para ela.

Ao comprar suas passagens para o Novo Mundo, Bree é abordada por um pai desesperado e tem o primeiro contato com as péssimas condições humanas da época.

Enquanto segue para o embarque no navio, o pai de sua nova acompanhante grita para se despedir da filha e faz com que Bree lembre da pessoa que sempre chamou de pai, Frank Randall, tendo uma visão dele como uma espécie de benção, fazendo com que ela se sinta mais segura e pronta para cumprir a promessa que fez em seu túmulo.

Que episódio foi esse?

Perceberam que em momento algum mencionam o nome do Jamie neste episódio?

Nós percebemos e vamos explicar o motivo daqui alguns minutinhos…não percam!

O que vocês acharam? Venham conversar com a gente sobre esse super episódio e todas as novidades que o acompanham na nossa live de daqui a pouco:

#PayMyTherapy

#PayMyCaipirinha

#Outlander

Autora: Alexandra Favoretto
Colaboradoras: Beatriz Labruna, Bianca Portela, Catarina Balfe, Eloise Zanatto, Flavia Labruna e Thaís Belluzzo
Imagens: STARZ e SIS Brazil
Formatação: Alexandra Favoretto
Montagem: Alexandra Favoretto
SM: Alexandra Favoretto

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Fechar Menu