Olá Sisters, tudo bem?

Estamos com uma nova coluna hoje. Aee! 

Vocês devem estar pensando: SIS, mais uma coluna?

Simmmmm! E nessa nova coluna nós iremos falar de música.

Até porque, quem não gosta de música?

Música faz parte da vida da maioria das pessoas, quase todo mundo tem uma banda preferida, foi a um show inesquecível ou tem alguma canção que embalou um momento ou uma fase marcante. Eu, Flavia, autora dessa coluna, particularmente, tenho uma vida movida a música.

Mas aqui eu vou falar sobre música de uma forma um pouquinho diferente. Afinal, o SIS está aqui para inovar.

Muitas vezes nós ouvimos uma determinada música e gostamos dela pelo ritmo, pelo estilo, pela melodia, porque ela nos remete a algo bom, ou simplesmente porque gostamos daquele cantor, cantora ou banda.

Constantemente nos identificamos com a letra, mas quantas vezes paramos para realmente prestar atenção nas letras das músicas?

Já tentaram destrinchá-la e procurar entender qual é o verdadeiro significado dela para o artista que a compôs?

O que ele(a) estava passando naquele momento? Qual é o real significado da música?

O nome dessa coluna é Music Speaks (Música Fala), pois ela pode nos contar histórias incríveis. Através das músicas de um artista podemos entender toda a sua trajetória de vida e é isso que vamos fazer aqui hoje.

SIS está aqui para te ajudar! Tem um artista querido e gostaria de saber sobre determinada música que ele compôs?

Quer saber sobre a sua história através de suas músicas? Ou quer saber se aquela música da sua vida, que você sempre cantou a plenos pulmões, tem um significado diferente do que você sempre imaginou? Manda para a gente!!

Nós iremos esmiuçar as letras e as histórias dos artistas e descobrir qual o verdadeiro significado delas para você.

Antes de começar a falar da nossa artista de hoje, um recado importante:

Aqui nós falaremos de TODOS os estilos musicais e artistas de todas as gerações e idades.

Nossa estréia é sobre uma cantora, que é uma jovem compositora e já escreveu muitas músicas contando a sua história.

Algumas de vocês podem não conhecê-la ainda. Tenho convicção de que muitas devem ter ouvido algumas de suas músicas, mas nem sabem de quem se trata ou, o mais importante, sobre o que suas músicas falam.  

Eu tenho uma certeza de que, ao final do post, mesmo que esse não seja o seu estilo musical preferido, você estará um pouco encantada por sua história.

Eu estou falando de Demi Lovato. Lovatics essa é para vocês!

Demetria Devone Lovato ou Demi Lovato, nasceu no dia 20 de agosto de 1992 em Albuquerque, Novo México e cresceu em Dallas, nos EUA.

Seu fascínio pelo mundo da música e entretenimento começou cedo, aos 7 anos, quando aprendeu a tocar piano, violão e entrou para o elenco de “Barney e seus amigos”. Nas audições do programa ela conheceu a atriz e cantora Selena Gomez, que se tornou uma de suas melhores amigas.

Mas foi mais tarde, quando foi contratada pela Disney Channel, que Demi mostrou todo seu talento para a música. Ela conseguiu o papel em “Camp Rock”, que teve mais de 8 milhões de espectadores em 2008, sendo um dos filmes mais assistidos da Disney Channel.

Logo em seguida, Demi fez sua primeira turnê, a Demi Live! Warm Up e também abriu a turnê Burnin’ Up para os Jonas Brothers, entre julho e setembro de 2008.

O primeiro single de Demi, que estava começando carreira solo, “Get Back”, foi lançado e obteve a posição #43 na Billboard Hot 100.

Em Outubro de 2010, aos 18 anos, Demi chocou os fãs com a sua ida para uma clínica de reabilitação. Na época muitas coisas foram ditas, mas hoje foi esclarecido que, depois de um episódio onde a cantora agrediu fisicamente uma dançarina que estava em turnê com ela, seu empresário e sua família a deram um ultimato, e assim ela escolheu fazer tratamento.

Lá, Demi foi diagnosticada com transtornos bipolar e alimentar.

Depois de sair da clínica – em Janeiro de 2011 – Lovato decidiu se abrir e expor as questões que enfrentava. Desde o bullying  cruel sofrido na escola (foi feito um abaixo-assinado sugerindo que a menina cometesse suicídio), motivo pelo qual ela começou a estudar em casa aos 12 anos, até começar a cometer automutilação e abuso de substâncias tóxicas (álcool e drogas).

Logo que saiu da clínica em que se tratou, Demi fez as tatuagens com os dizeres STAY STRONG (Continue Forte) nos pulsos, onde tem cicatrizes de quando se automutilava.

A escolha das palavras veio do apoio incondicional dos Lovatics (nome dado aos fãs de Lovato), enquanto ela estava em tratamento. Essas foram as palavras que eles escolheram para demonstrar força à ídola.

Em Abril de 2011, começou a publicar artigos na revista Seventeen, na qual escrevia em sua coluna sobre os problemas que havia em sua vida em conjunto com a campanha “Love Is Louder Than The Pressure To Be Perfect”  “O amor é mais alto do que a pressão de ser perfeita”.

A carreira de Lovato conta com 11 tours, 7 filmes, 9 participações na TV, 1 temporada como jurada do The X Factor e 6 álbuns com mais de 40 milhões de discos vendidos em todo o mundo. Ela é conhecida por ser umas das artistas que mais apoiam causas sociais e humanitárias e foi nomeada embaixadora da organização Global Citizen, um movimento coletivo de cidadãos engajados em acabar com a pobreza extrema até 2030. Para saber mais sobre o projeto clique aqui.

Como cantora e compositora, Demi conta muito de sua história através de suas músicas.  Agora, vamos acompanhar e entender algumas delas.

Believe In Me:

Já em seu primeiro álbum lançado em 2008 intitulado Don’t Forget, Lovato compôs uma música chamada Believe In Me, que poderia ser claramente um chamado de ajuda.

https://www.youtube.com/watch?v=zLnbQaASmcg&index=10&list=PLG6IX_28tkxIBncRhfcWOipyTDAeImqh0&t=0s

Apesar da mensagem positiva no final da música, “Agora eu acredito em miminfelizmente não era seu pensamento real, pois ela ainda não acreditava nela mesma e isso ficou comprovado com os problemas que enfrentaria mais tarde. Alterar na versão em inglês

La La Land:

Ainda no primeiro álbum, a música La La Land também se destaca, pois faz alusão à indústria de Hollywood e principalmente à Disney, onde começou, e ao padrão necessário para se manter em ambos.

https://www.youtube.com/watch?v=GnBXX4qmh0g&t=0s&list=PLG6IX_28tkxIBncRhfcWOipyTDAeImqh0&index=15

Além disso, a música também fala sobre ter que ir a festas e se enturmar para ser legal e aceita nesse meio, coisa que hoje ela diz que fez parte da pressão que a fez começar o uso de substâncias tóxicas.

For The Love Of A Daughter:

Lovato teve também uma relação bem complicada com o pai biológico, que abandonou a família quando Demi ainda era muito pequena e tinha um relacionamento extremamente conturbado com ela.

https://www.youtube.com/watch?v=9VZhI5iafH0

Ele era alcoólatra e, mais tarde, também foi diagnosticado com transtorno bipolar, mas nunca chegou a fazer tratamento. A relação difícil com o pai foi expressada por Demi em diversas letras de suas músicas.

A primeira tem o nome de For The Love Of A Daughter, escrita durante seu segundo álbum, intitulado Here We Go Again (2009), mas, por ser considerada muito forte e emocional para o público jovem, foi lançada apenas em seu terceiro álbum de estúdio – Unbroken (2011).

“Quatro anos com as costas para a porta
Tudo o que eu podia ouvir era a guerra da família
Suas mãos egoístas sempre à espera de mais
Eu sou sua filha ou apenas um prêmio de caridade?

Você tem um coração oco
Mas ele pesa em seu peito
Eu tento tanto lutar contra isso mas é irremediável
Irremediável, você é irremediável

Oh pai, por favor, pai
Adoraria te deixar sozinho, mas não posso desistir de você
Oh pai, por favor, pai
Abaixe a garrafa pelo amor de uma filha

Faz cinco anos desde a última vez que nos falamos
E você não pode ter de volta o que nunca tivemos
Oh, eu posso ser manipulada apenas algumas vezes
Até que mesmo um “eu te amo” começar a  soar como uma mentira

Você tem um coração oco
Mas ele pesa em seu peito
Eu tento tanto lutar contra isso mas irremediável
Irremediável, você é irremediável

Oh pai, por favor, pai
Adoraria te deixar sozinho mas não posso desistir de você
Oh pai, por favor, pai
Abaixe a garrafa pelo amor de uma filha

Você não lembra que eu sou sua garotinha?
Como pôde me empurrar para fora do seu mundo?
Mentiu para a sua família
Pôs suas mãos naqueles que jurou que amava
Você não lembra que eu sou sua garotinha?
Como pôde me expulsar para fora do seu mundo?
Era tão nova quando a dor começou
Agora eternamente com medo de ficar sozinha”.

 

Father:

A segunda é mais recente e se chama Father. Foi escrita por Demi um ano após a morte do pai (2013) e está em seu quinto álbum chamado Confident.

https://www.youtube.com/watch?v=oXQpdRYCHmk&t=0s&list=PLG6IX_28tkxIBncRhfcWOipyTDAeImqh0&index=19

Ela mostra um amadurecimento e uma compreensão maior de Lovato em relação às atitudes do pai. A música fala do fato de que mesmo o pai sendo responsável por iniciar essa “guerra dentro dela”, ela conseguiu perdoá-lo e encontrou uma certa paz com isso.

Skyscraper:

O primeiro single de Demi após a reabilitação foi uma música não composta por ela e gravada antes de ir para o tratamento, mas que, segundo a cantora, era perfeita para aquele momento pós recuperação: “Essa música é tão especial para mim porque é inspirada em minha jornada e as lutas com que eu tive que lidar no ano passado.” disse Demi, em um post na Seventeen.

https://www.youtube.com/watch?v=e9ze3bg-Tmk

Como se fosse um recomeço, onde ela estava mais forte do que nunca. A música se chama Skyscraper (arranha-céu) e estava presente no álbum intitulado Unbroken (Inquebrável), que também seria uma representação do estado de espírito da cantora na época.

Warrior:

Em Warrior (Guerreira), música de seu quinto álbum, intitulado Demi, ela é muito sincera sobre todas as suas lutas e suas questões. É uma composição vulnerável e emocionante, na qual os vocais de Lovato são impecáveis. Recentemente Demi escreveu no twitter que a música fala sobre abuso sexual.

https://www.youtube.com/watch?v=CA_bNVJbjIo

Confident:

Seu sexto álbum se chama Confident (Confiante), assim como um de seus singles e fala exatamente sobre isso: confiança.

https://www.youtube.com/watch?v=9RoWxdWG_qQ&index=21&t=0s&list=PLG6IX_28tkxIBncRhfcWOipyTDAeImqh0

Apesar de ainda lutar com transtorno alimentar – que só quem tem sabe que é uma luta  eterna – ela continua tendo que lidar com problemas com sua imagem, e com o bullying pesado que sofre até hoje em suas redes sociais:

Queridos odiadores, Vocês podem ter conseguido me machucar em algum ponto, mas vocês nunca ganham. Sabem por quê? Porque EU AINDA ESTOU AQUI.

 

Cale a boca gorda não engasgue com seu Mcdonalds.

 

Cale a boca P*
Queridos Lovatics, por cada tt de ódio não responda com ódio mas com amor e positividade.. Tentem amor no lugar do embate.

Demi demonstra estar mais confiante do que nunca através da letra desta música e passa um recado de otimismo e auto-estima para as garotas. Ela acabou virando um hino para jovens meninas que lutam para se encaixar nos padrões de beleza da sociedade, afinal “o que há de errado em ser confiante”?

Em seu último álbum, chamado Tell Me You Love Me, onde demonstra um incrível amadurecimento musical e vocal, seu alcance chega a níveis inacreditáveis. Demi sempre foi muito elogiada e reconhecida pelo alcance da voz.

Recomendo assistir esse vídeo bastante divertido, feito por fãs, com as reações de pessoas famosas em relação à voz dela: Sr e Sra Obama, Lionel Richie, Bee Gees, Ed Sheeran e Jimmy Fallon.

https://www.youtube.com/watch?v=QBOXV1T1qWU

Em Tell Me You Love Me, ela se mostra muito confiante, determinada e aberta. Esse ano ela completou 6 anos de sobriedade e o álbum é uma celebração de suas conquistas e da a volta por cima que deu após tudo o que passou.

Sorry Not Sorry:

O single Sorry Not Sorry, é mais uma mensagem alta e clara para os haters e bullies. E é a música de maior sucesso da carreira de Lovato:

https://www.youtube.com/watch?v=maRs1IDVZ2M

“Demi Lovato revela que insistiu para “Sorry Not Sorry” ser o primeiro single do álbum “Tell Me You Love Me“. Três meses após a divulgação do clipe oficial, é seguro afirmar que a cantora estava certa ao seguir sua intuição. Afinal, a música se tornou o maior sucesso da carreira da diva – e os números provam isso!”

“Com “Sorry Not Sorry”, Demi conseguiu o maior peak de sua carreira na Billboard Hot 100. Na última atualização do chart, a faixa aparecia em #6. Antes disso, seu recorde havia sido com “This Is Me“, que chegou à 8º colocação em 2008. Já na Billboard Pop Songs/Radio Songs, não tem pra ninguém: além de estar em 1º lugar há semanas, a música ainda teve o maior pulo para o #1 desde 2014, quando Tove Lo fez o mesmo com “Habits (Stay High)“.

O sucesso se confirma no iTunes US, onde “Sorry Not Sorry” não sai do top 25 desde o seu lançamento. O hit chegou a alcançar a 2ª posição da lista de músicas mais baixadas pelos americanos. Já levando em conta o impacto mundial, a faixa foi #1 em 19 países diferentes, incluindo o Brasil. O single ainda foi o primeiro de Demi a alcançar o top 5 das rádios americanas.

As plataformas digitais também comprovam que “Sorry Not Sorry” é hit. No Spotify, por exemplo, a marca de 200 milhões de execuções foi alcançada no final de setembro de 2017. É a música de Demi mais rápida a alcançar tal número. Aliás, já foram mais de 3 milhões de unidades vendidas mundialmente por stream”.

Fonte.

O Brasil foi o país que mais ouviu “Sorry not Sorry” pelo Spotify. Aliás, a cantora e os fãs brasileiros tem uma história de amor longa. Ela já declarou diversas vezes ser o país onde ela mais gosta de fazer shows e se mostra impressionada pela paixão dos lovatics brasileiros.

A música tem um ritmo gostoso, ótima melodia e recebeu críticas muito boas, como essa da Forbes:

“Em uma recente entrevista, Lovato descreveu seu novo álbum como “mais soul”, observando que foi inspirada por vocalistas lendárias como Aretha Franklin e Christina Aguilera durante a maior parte de sua vida. Enquanto “Sorry Not Sorry” é apenas inspirada no soul, quando se trata da música atual, Lovato mostra seus poderosos vocais, que a separaram de outras cantoras há anos. Além de voz, a música apresenta um coral de apoio completo, que valoriza a produção que seria bastante simples e eleva ao próximo nível. A faixa soa como uma versão menor de “Bang Bang”, faixa de Jessie J, Ariana Grande e Nicki Minaj, embora Lovato realmente tenha algo a dizer em seu registro.  

Fonte.

https://www.forbes.com/sites/hughmcintyre/2017/07/11/demi-lovato-premieres-new-single-sorry-not-sorry/#20414165b5ad

You Don’t Do It For Me Anymore:

Em mais uma música de seu último álbum chamada You Don’t Do It For Me Anymore (Você não faz mais isso para mim), se você escutar e não souber da história de Demi, provavelmente pensaria que a música é sobre alguém, algum ex-namorado, sobre algum relacionamento que acabou. Mas não, segundo Lovato essa faixa é sobre a “antiga Demi” e seus hábitos tóxicos, o que torna a música muito mais interessante quando você entende que se trata de uma conversa dela com ela mesma. Além da letra, mais uma vez a voz da cantora também chama bastante atenção nesta música.

https://www.youtube.com/watch?v=ikZa47-2vgE 

Para finalizar, recomendo o novo documentário de Demi, que foi lançado pelo Youtube chamado: Simply Complicated. Nele, ela conta sua história de forma sincera e honesta de uma forma  muito emocionante e divertida.

https://www.youtube.com/watch?v=DnI4mQTHWpg  

É isso SISters, espero que tenham gostado e aguardo sugestões para os próximos posts.

Bye!

*BÔNUS 

Como Demi tem diversas músicas que contam sua história, não tem como falar de todas, então resolvi colocar um bônus no final para quem tiver interesse em conhecer mais algumas. Todas essas aqui estão em seu último álbum e, para começar, vou apresentar a música que deu nome a ele: Tell Me You Love Me (que é a minha favorita).

Tell Me You Love Me:

https://www.youtube.com/watch?v=PpfghSyHKvo 

Ela poderia também ser sobre alguém pedindo a outra pessoa que a ame, mas Lovato deu a interpretação de amor próprio na música, o que faz toda diferença ao ouví-la. O clipe alcançou a marca de 105 milhões de visualizações no youtube.

Perceberam como ela canta a parte “tudo que preciso está bem na minha frente” de frente para um espelho e apontando para si mesma? Arrepiante, não é?

Daddy Issues:

Na música Daddy Issues, Demi é extremamente transparente ao relatar como lida com relacionamentos amorosos e como sua relação com seu pai a afetou neste sentido. É uma composição corajosa, pois ela se expõe bastante na letra e, ao mesmo tempo, é uma música leve e divertida. É também daquelas que ficam na cabeça.

https://www.youtube.com/watch?v=A450_h5xtcw

Ruin The Friendship:

A última música se chama Ruin The Friendship e nos lembra muito de um certo casal que conhecemos bem. Os fãs acreditam que Lovato escreveu essa música para falar sobre o cantor e ator Nick Jonas, que é um dos melhores e mais antigos amigos dela.

 

Ela não negou, nem confirmou. Disse que nunca irá revelar, mas a pessoa para a qual a música foi escrita sabe e foi um dos primeiros a ouvi-la. Será que é ele?  

Demi Lovato não nega que escreveu duas músicas para Nick Jonas.

Me contem depois de quais músicas vocês mais gostaram nos comentários.

 

#MusicSpeaks

#DemiLovato

#SISMusica

Texto: Flavia Labruna 

Revisão: Thais Belluzzo e Manu 

Montagem: Flavia Labruna 

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Fechar Menu